Destaque

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

A PERSEGUIÇÃO DE NERO

“O sangue dos mártires é
a semente da igreja”
(Tertuliano, escritor de século II)

Em 18 de julho de 64 A.D (depois de Cristo = Anno Domini) aconteceu o tão famoso incêndio que perdurou por sete dias destruindo cortiços populosos em uma região de trabalhadores em Roma. Muitas vidas ceifadas e dez de quatorze quarteirões totalmente transformados em cinzas.

Segundo o que narra a lenda, enquanto Roma se desmanchava em labaredas, o imperador romano NERO (Nero Cláudio César Augusto Germânico (Anzio, 15/12/37 d.C. - Roma, 09/06/68),foi imperador em Roma onde governou de 13/10/54 até sua mote, a 09/06/68) dedilhava um instrumento musical, por isso, muitos acusavam-no de autoria do incêndio.

SUA RECOSNTRUÇÃO

Aconteceu mediante altas somas do dinheiro público. Nero deten boa parte do terreno onde constrói os Palácios Dourados.

PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS

Para desviar a culpa que recaíra sobre si, Nero aponta os cristãos como causadores do incêndio. Assim, Nero jura perseguir e exterminar todos os cristãos.

De acordo com a tradição, tanto Pedro quanto Paulo, todos foram martirizados na perseguição de Nero. Este por sua vez, colocava corpos de cristãos em chamas como tochas ao longo das estradas romanas. Muitos tinham seus corpos envolvidos por peles de animais e jogados em arenas eram destroçados por cães.



NERO E SUAS “LOUCURAS”

  • · Envenenou a Britânico.
  • · Mandou matar a espada a própria mãe, Agripina.
  • · Otávia, sua esposa suicidou-se por ordem do marido, cortando as veias.
  • · Matou com um ponta pé sua segunda esposa, Popéia.

Declarado como inimigo público pelo senado romano, vendo-se sem saída, suicidou-se.

Filme:
Nero (Imperium: Nerone) – 2006

Sinopse: Mais do que uma biografia, Nero é a recriação de um período de mudanças radicais vividas por Roma durante o governo de um dos seus mais famosos e enigmáticos líderes. Durante os 31 anos em que comandou o imbatível Império Romano, Nero enfrentou poderosos inimigos externos, além da inveja dentro da sua própria família, que fez de tudo para destruí-lo. Cresceu entre homens e mulheres escravos e se apaixonou por uma delas. Mas, quando chamado pelo dever, o jovem é obrigado a abrir mão do seu amor, para assumir o poder e se casar com alguém a altura de suas raízes nobres. Depois de proclamado imperador, a loucura passa a tomar conta do novo líder, colocando em risco todo o Império Romano.

Emerson José

video

0 comentários:

Postar um comentário